As ações da companhia de mineração Xstrata sobem 3,5% na Bolsa de Londres, com informações publicadas no Financial Times de que está aberta para negociações com potenciais interessados. Ontem, o diário britânico The Times publicou que a brasileira Vale contratou bancos de investimentos para considerar uma possível oferta pela Xstrata. A Vale nega.

O movimento entre as ações da companhia não evita, entretanto, que os investidores se posicionem com cautela antes da reunião do Fomc. Na Europa pesou ainda há pouco a divulgação do índice alemão ZEW, de expectativa econômica, que caiu para 37,2 em dezembro, ao menor nível desde janeiro de 1993. Às 8h03 (de Brasília), o índice FT-100, de Londres, caía %, enquanto Frankfurt subia % e Paris avançava %. “Todos devem ficar de lado até a decisão do Fomc e o mercado provavelmente já embutiu o corte de 25 pontos-base do juro norte-americano”, comentou um operador. Ele acrescentou que se o Fed decidir reduzir as taxas em 0,50 ponto porcentual “os investidores podem preocupar-se com a possibilidade de os problemas pioraram em 2008”. Já as ações da Rio Tinto caíam 1,33%. A companhia deverá pedir nessa semana ao Takeover Panel – órgão que controla as fusões e as aquisições de empresas no Reino Unido – que estabeleça um prazo para a BHP Billiton apresentar uma oferta formal pela companhia ou desista, de acordo com o diário britânico The Daily Telegraph, citando pessoas familiarizadas com o assunto.
Fonte: Padrão