A Anglo American concluiu, com quase dois meses de antecedência, a reforma dos dois fornos elétricos em sua operação de níquel no município de Barro Alto, em Goiás. A reforma do primeiro forno iniciou em outubro de 2014 e foi finalizada em abril de 2015 e na sequência, iniciada a operação desta linha. No último dia 16 de setembro, foi concluída a reforma do segundo forno e produzido o primeiro metal da segunda linha.

“Com a experiência e lições aprendidas que obtivemos na reforma do primeiro forno, conseguimos realizar as atividades do segundo forno com ainda mais agilidade, eficiência e com ótimo desempenho em segurança, sem acidente com afastamento”, ressalta Ruben Fernandes, presidente dos negócios Níquel, Nióbio e Fosfatos da Anglo American. Ruben aponta ainda alguns benefícios provenientes da reforma, como uma operação ainda mais segura com melhoria significativa da estabilidade operacional e consequente aumento da produtividade.

O primeiro forno reformado já atingiu a capacidade nominal, que é de 1,2 milhão t por ano, o equivalente a uma média de produção de aproximadamente 18 mil t de níquel por forno por ano nos primeiros dez anos. O segundo forno está em processo de ramp-up.

Com 8 m de altura, 13 m de largura e 36 m de comprimento, os fornos foram projetados para trabalhar com uma potência nominal de 81MW cada, devido à substituição total do revestimento refratário e dos reparos eletromecânicos realizados.

Para a realização da reforma, foram gerados 1.100 empregos indiretos no pico das obras e o registro total de horas-homem trabalhadas foi de 1,6 milhão.

Além da unidade em Barro Alto, a Anglo American possui outra operação de Níquel em Niquelândia, ambas no estado de Goiás. No primeiro semestre de 2015, as duas operações produziram juntas 13.000 t de níquel contido em ferroníquel e a previsão para o ano é produzir entre 25 e 30 mil t.

Fonte: Revista Minérios & Minerales